Resenha: Um amor conveniente, da Tessa Dare


"Você é tudo que eu estava procurando. E não vou deixá-la escapar."


Titulo original: The Governess Game
Autora: Tessa Dare
Editora: Gutenberg
Ano: 2019
Páginas: 240
Onde encontrar: Amazon | Skoob

Depois de perder o seu sustento, Alexandra Mountbatten assume uma tarefa impossível: transformar duas órfãs rebeldes em damas da sociedade. Alex, porém, logo percebe que não é de disciplina que as crianças precisam, e sim de um lar repleto de amor. Mas como irá convencer o guardião delas, Chase Reynaud, disso? Chase é herdeiro do duque e um verdadeiro cretino quando se trata de assuntos do coração. Várias damas de Londres tentaram mudá-lo, mas falharam na missão.Como qualquer libertino que se preze, Chase vive de acordo com uma regra: não se apaixonar. Quando uma jovem obstinada tenta corrigir o seu comportamento, o futuro duque decide provar-lhe que não pode ser domado.Contudo, Alex é inteligente, perspicaz e apaixonante, excedendo as expetativas de Chase. Além disso, ela recusa-se a vê-lo como uma causa perdida, sentindo que deve alcançar o seu coração para ajudar as duas órfãs. Mas conseguirá ela proteger seu próprio coração?

No segundo livro da série Girl Meets Duke, teremos a história da encantadora Alexandra Mountbatten e de Chase Reynaud. Vamos conhecer um pouco mais e Alex, uma jovem 
determinada e independente. Que mora com as suas melhores amigas, e trabalha consertando relógios nas mansões de Londres, sem deixar de mencionar o seu hobbie, que é procurar cometas no céu.


Por obra do destino, ela acabou indo trabalhar na casa de Chase. Ninguém menos que o cara que ela esbarrou na livraria a alguns meses atrás e que não tirava da cabeça, pois, tinha esperanças que provaelmente ele iria encontrar ela e declarar seu amor a primeira vista.

"Após meses tentando parar com essa loucura, Alex desistiu. Pelo menos suas fantasias, por mais tolas que pudessem ser, eram um segredo só dela. Ninguém mais precisava saber. Era grande a probabilidade de que nunca mais encontrasse o Mulherengo da Livraria."
Quando ela reconheceu Chase, e descobriu que ele era um duque e tinha herdado duas "sobrinhas" junto com o título, e ficou chocada. Já que ele era um dos maiores libertinos de Londres, sem deixar de citar que agora ele é tutor de duas garotinhas, que ocasionalmente veio herdado com o titulo de duque.


 "E quer Chɑse Reynɑud desejɑsse isso ou nα̃o, ɑlexɑndrɑ fɑriɑ com que elɑs recebessem o que precisɑvɑm. Nα̃o iriɑ ɑjudɑr ɑ trɑnsformά-lɑs em jovens lɑdies com boɑs-mɑneirɑs e cɑbeçɑs vɑziɑs que nα̃o cɑusɑssem problemɑs ɑ ele. Elɑ ɑs ɑjudɑriɑ ɑ se tornɑrem mulheres que nα̃o poderiɑm ser ignorɑdɑs."
Por estar desesperado, Chase acaba contratando Alex (pagando o triplo do valor normal), já que ninguém quer trabalhar como baba e nem mesmo professoras delas. Tudo por serem rebeldes demais pra idade delas. Rosamund e Daisy são duas irmãs que estão sob a tutela de Chase, e já passaram por muitos lares onde ninguém queria dar atenção a elas e nem mesmo cuidar das duas irmãs. E mesmo Chase sendo esse cafajeste de marca maior, ele não quis abrir mão delas e está fazendo o impossível para cuidar das meninas.


"Qualquer moça hesitaria em aceitar um emprego na casa de um mulherengo escandaloso - mesmo que as pupilas do mulherengo fossem verdadeiros anjos. E as pupilas de Chase eram incorrigíveis diabretes mórbidos."
Como podem ver Chase é aquele tipico libertino com um coração mole e que acima de tudo está fugindo de encontrar o amor. E agora que está vivendo com Alex debaixo do seu teto, acaba diferindo com os seus conceitos de ser solteiro e não se apaixonar.
"- Você é o pior exemplo de propaganda enganosa. Eu fui levado a acreditar que estava contratando uma rabugenta inveterada. Então fiquei sabendo que você é admirável, e corajosa e interessante."
Enquanto Alex só quer ganhar seu dinheiro e não cair na tentação de se apaixonar novamente pelo gostosão da livraria.

 "Umɑ estrelɑ binάriɑ é criɑdɑ quɑndo duɑs estrelɑs sα̃o ɑtrɑídɑs umɑ pelɑ outrɑ. Quɑndo chegɑm perto o bɑstɑnte, nenhumɑ delɑs pode resistir ὰ ɑtrɑçα̃o dɑ outrɑ. E ficɑm presɑs pɑrɑ sempre, destinɑdɑs ɑ pɑssɑr ɑ eternidɑde rodopiɑndo umɑ ɑo redor dɑ outrɑ, como... como um cɑsɑl numɑ vɑlsɑ, eu imɑgino. [...] o fɑscinɑnte é que o centro de grɑvidɑde do sistemɑ binάrio nα̃o estά em nenhumɑ dɑs estrelɑs, mɑs no espɑço vɑzio entre elɑs."
A escrita da autora continua tão boa quanto no primeiro livro. E isso é bem visível durante o desenvolver da história e do romance do casal. Nesse segundo livro ainda encontramos alguns mistérios e bastante intriga envolvendo o Chase, porém, é isso que vai nos envolvendo ainda mais no romance.

Os personagens principais e secundários são muito bem construídos e desenvolvidos, e isso me surpreendeu mais uma vez, pois, eu não consigo acreditar que toda essa obra foi feita por uma autora famosa por seus Young Adult e Romance.


O livro por si já em um grande clichê de romance, mas tem seus pontos positivos que acabaram deixando a leitura encantadora e emocionante. Como se trata de um livro da Tessa Dare, pode anotar aí que você vai morrer de rir em certos momentos e provavelmente vai chorar em outros.


"- Pai Todo-Poderoso, entregamos à sua guarda a alma de Millicent. Cinzas às cinzas. Pó ao pó. Ela era uma boneca de poucas palavras e ainda menos movimentos autônomos, mas ainda assim será lembrada pelo sorriso constante, que alguns até diriam que é pintado, em seu rosto. Pela graça de Nosso Redentor, sabemos que ela ressuscitará, quem sabe até antes do almoço.[...] Infelizmente."

No mais, minha única ressalva é com relação ao final do livro, que acaba em uma resolução que achei não proporcional ao quarteto de amigas. Pode ser só neura da minha cabeça, mas eu queria ter o gancho para o próximo livro que não teve como no livro anterior.
Espero que tenham gostado da resenha e me contem nos comentários o que acharam da história. 

Beijoss, e até a próxima!

Comentários

  1. Oi, Alice!
    Eu amei demais essa capa, a Gutenberg tem arrasado. Amo a Tessa Dare e tudo o que ela escreve eu leio, e eu amei essa obra, só que o primeiro ainda é meu favorito.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adoro obras desse tipo e sua resenha com certeza me encantou , ver um boêmio de Londres ter que cuidar de duas sobrinhas de uma hora para a outra com certeza vem com boas risadas como você mesma disse, eu ainda não tive a oportunidade de ler o primeiro volume, para falar a verdade não conhecia essa obra, mas devido a sua resenha fiquei curiosa para ler , adorei!

    Bisou bisou , Isa do Le Portrait de Isa.

    ResponderExcluir
  3. Eu curti a história por sua resenha, não nego que já vi filmes e até outros livros com a mesma proposta, mas, honestamente, tenho lido tanta desgraça que algo, mesmo clichê, porém leve, vale dar uma conferida e fugir um pouco desse caos que a humanidade está vivendo.

    ResponderExcluir
  4. Eu não conheço esses livros, até porque não sou muito chegada em romance histórico. Mas é meio chato quando a gente lê uma série, se enche de expectativas, e o final não sai como a gente esperava... =/
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  5. eu conheço essas obras mas nunca animei em ler, porém sempre adoro conhecer e ler resenhas que contam sobre porque noto como esses romances clichês veem evoluindo em construção de personagens e isso acho incrivel!

    ResponderExcluir
  6. Wow. Como assim eu ainda não conhecia essa série da minha autora favorita do gênero romance de época, Tessa Dare? Só por ser mais uma das obras dessa autora, eu já leria, com certeza. E depois de ler a sua excelente resenha fiquei ainda mais intrigada, animada e com vontade de ler esses dois livros da série! Que enredo encantador e promete poucas e boas essa narrativa do segundo livro.

    ResponderExcluir
  7. Eu sou apaixonada por romances de época, porém foi só ano passado que através de uma parceria conhecia a escrita da Tessa Dare e simplesmente adorei. Este livro já esta na minha lista de leitura e mesmo não tendo lido esta obra ainda, posso dizer que ela ja é uma das minhas escritoras favoritas do gênero.

    Parabéns Pelo seu Trabalho

    Bjs Aruom Fênix

    Blog Leituras de Aruom

    ResponderExcluir
  8. Oiê! Não conheço a autora, e nunca tinha ouvido falar dessa série. É que romance de época, ou romance romântico como um todo, não é muito minha praia.
    Mas, adorei as fotos e o seu envolvimento com a história. Acredito que mesmo tendo alguns clichês, a gente ainda aproveita muito, né?
    Beijão

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Já vi muitos elogios sobre a autora mas não conheço sua escrita. Romances de época sempre nos conquistam, seja pela autora, pelo casal protagonista, ou pela história em si. Quando a história terá sequência é interessante mesmo ter gancho no anterior. Uma pena a autora não ter se atentado a isso. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  10. Fiquei curiosa em como seria o comportamento das duas meninas, a ponto desse duque pagar o triplo pra personagem cuidar delas kkkk

    Mas enfim.. sobre a trama em si, confesso nao me agradar a ideia de ler, por não curtir romance de época. Mas como vc falou, não duvido que tenha cenas engraçadas alternando com momentos mais dramáticos. Os fãs de tessa certamente vão curtir...

    Küss 😘

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem? Não conhecia a autora e não sou muito fã de romances de época, mas gostei da sua resenha bem completa. As fotos são muito bonitas e amei o design do seu blog :O

    Beijos :3

    ResponderExcluir

Postar um comentário