Resenha: Dumplin', da Julie Murphy

Oi oi gente!!

De todos os livros que li esse ano, esse é o único que passou mensagens importantes de forma leve e divertida. Dumplin' foi publicado pela editora Valentina, e em breve vai virar filme na Netflix. A autora já começou a anunciar os atores que estarão no longa, mais informações no final do post.

Autora: Julie Murphy
Ano: 2017
Editora: Valentina
Páginas: 336
Onde encontrar: Skoob | Amazon
Especialmente para os fãs de John Green e Rainbow Rowell, apresentamos uma destemida heroína e sua inesquecível história sobre empoderamento feminino, bullying, relação mãe e filha, e a busca da autoaceitação. Sob um céu estrelado e ao som de Dolly Parton, questões como o primeiro beijo, a melhor amiga, a perda de alguém que amamos demais e "estou acima do peso e ninguém tem nada com isso" fazem de Dumplin' um sucesso que mexerá com o seu coração. Para sempre.Gorda assumida, Willowdean Dickson (apelidada de Dumplin' pela mãe, uma ex-miss) convive bem com o próprio corpo. Na companhia da melhor amiga, Ellen, uma beldade tipicamente americana, as coisas sempre deram certo... até Will arrumar um emprego numa lanchonete de fast-food. Lá, ela conhece Bo, o Garoto da Escola Particular... e ele é tudo de bom. Will não fica surpresa quando se sente atraída por Bo. Mas leva um tremendo susto quando descobre que a atração é recíproca.Ao contrário do que se imaginava – a relação com Bo aumentaria ainda mais a sua autoestima –, Will começa a duvidar de si mesma e temer a reação dos colegas da escola. É então que decide recuperar a autoconfiança fazendo a coisa mais surreal que consegue imaginar: inscreve-se no Concurso Miss Jovem Flor do Texas – junto com três amigas totalmente fora do padrão –, para mostrar ao mundo que merece pisar naquele palco tanto quanto qualquer magricela.


Porque a palavra gorda deixa as pessoas constrangidas. Mas, quando alguém me vê, a primeira coisa que nota é o meu corpo. E o meu corpo é de uma gorda.
Dumplin' vai cotar a história de Willowdean Dicksonon, uma jovem de 16 anos. Will ou Dumplin (como sua mãe a chama, e significa bolinho de massa). é uma garota que tem a auto-estima e confiança lá em cima. Ela é gorda e não tem nenhum problema com isso.

Desde cedo Will aprendeu com a tia a não dar a minima para o que pensam sobre o seu corpo. Pois, para você que ainda não sabe, a mãe de Will é uma ex-miss. E sua mãe sempre fez de tudo para mudar a "aparência" da filha, já que Will não liga para mudar isso e só está interessada em ser feliz.

Porém, tudo isso muda no momento em que ela descobre que Bo — um garoto pelo qual ela é apaixonada desde que começou a trabalhar na lanchonete. Também está apaixonado por ela, e isso bem antes que ela. Mas Bo é um jovem pelo qual toda garota sonha ter como namorado, além de lindo, ele também é inteligente e misterioso. Will e Bo trabalham juntos numa lanchonete, e após saberem que um gosta do outro começar a "namorar" escondido. 

E isso após um tempo começa a intrigar Will. Porque eles só namoram escondido, e não dizem a todos que estão juntos?
Ela nunca se sentiu insegura com a forma que se via, e sua melhor amiga — Ellen. Sempre ajudou e apoiou ela no que quisesse, mas por Ellen ser magra, alta e linda. Será mesmo que ela sabe o que Will está passando? Será que é tão difícil um cara lindo namorar uma garota gorda? 
A escrita da Julie é realmente maravilhosa e muito envolvente. Ela além de me deixar apaixonada por Will e toda sua força de vontade, a autora ainda me envolveu numa trama que pensei que seria perdida ou esquecida após o romance com Bo. Tanto os personagens principais como os secundários, fizeram uma grande diferença na história. Com tantas mensagens e ensinamentos de como uma garota (forte, decidida e inteligente) pode fazer a diferença, que à autora colocou em Dumplin', eu só consigo pensar em como passei tanto tempo sem conhecer esse livro.

O designer e a diagramação do livro é de arrasar. A editora Valentina manteve a capa original do livro, e não mudou muito nos detalhes internos. Não poderia terminar a resenha sem deixar de falar dos personagens secundários, que apareceram algumas vezes e deixaram sua marca em cada cena e conquistaram o meu coração.

Eu amei o livro, e já adianto que é melhor ter o livro antes do filme. Porque é impossível não se apaixonar por Dumplin (Ops, Will) e não querer saber o que acontece com a nossa garota na trama.


Antes que eu me esqueça, o filme vai ser estrelado por Jennifer Aniston e Danielle Macdonald no dia 07 de Dezembro. Dumplin' vai contar a história de Willowdean Dickson (Danielle Macdonald), é uma jovem acima do peso e bastante confiante com o próprio corpo, apesar de não ter o respeito de sua mãe, uma ex-miss (Jennifer Aniston). Quando se apaixona pelo atleta Bo (Luke Benward) e começa a ter inseguranças. Will decide entrar num concurso de beleza como forma de protesto.



Sobre a Autora

Julie Murphy vive no norte do Texas com o marido que a ama, o cachorro que a adora e os gatos que a toleram. Quando não está recordando deliciosos momentos de sua vida como bibliotecária, escrevendo ou mesmo tentando recolher animais abandonados, Julie pode ser encontrada assistindo a filmes feitos para a TV, caçando a perfeita fatia de pizza caprichada no queijo e planejando sua próxima grande aventura turística. Após abandonar a profissão de bibliotecária (quanta saudade!), Julie agora é escritora em tempo integral. Seu aclamado romance de estreia se chama Side Effects May Vary.

Espero que tenham gostado da resenha, e se já leram o livro me contem nos cometários porque eu quero saber a opinião de vocês sobre a obra.

Beijoss, e até a próxima!

Resenha: Máscaras, da FML Pepper



Oi oi gente!!

A trilogia Não Pare! já chegou ao fim, mas a autora trouxe mais um livro explicando tudo o que aconteceu depois. E também, como é que cada personagem vivia antes de se conhecerem ou suas histórias se cruzarem em Não Pare!.

Autora: FML Pepper
Ano: 2018
Páginas: 274
Editora: Valentina
Onde encontrar: Skoob  |  Amazon
E se você descobrisse que a grande verdade ainda não foi revelada? Que pode estar enganado a respeito de muitos personagens?É chegada a hora de arrancar as máscaras, ver e viver na pele — e na alma — as revelações guardadas a sete chaves sobre a Trilogia Não Pare!E se surpreender com o que jamais imaginou!Máscaras... Para camuflar as fraquezas do mais forte dos guerreiros... Richard.Para distorcer as certezas de uma lenda amaldiçoada... Guimlel. Para acobertar as cicatrizes de uma sina maldita... Ismael.Para esconder os sentimentos de uma garota desprezada... Samantha. Para proteger fanáticos atrás de tronos... Kaller. Para ocultar gigantes sob sutis envergaduras... Zymir. Para disfarçar um exército cruel e traiçoeiro... Von der Hess. Para sufocar os desejos mais íntimos da híbrida... Nina. Máscaras... Para dar luz às mentiras e obscurecer as verdades. Para encantar a vida e, talvez...Enganar a Morte!

Em Máscaras vamos conhecer um pouco mais sobre os personagens que marcaram sua passagem em Não Pare!. Claro que esse livro vai conter altos spoilers sobre a trilogia, então, não vou poder falar muito sobre cada história de cada personagem.
 O mundo e as pessoas são uma grande farsa. Vidas vis encobertas por máscaras sedutoras.

Vamos acompanhar de perto a vida de Guimlel, Ismael, Kaller e também da Nina e Richard. Tudo sendo contado em primeira pessoa, o que vai te ajudar a entender o porque deles terem feito o que fizeram. 
A diagramação está perfeita, isso somando as folhas amareladas deixa a leitura mais confortável. Os detalhes que a editora colocou no inicio de cada capitulo e nas folhas, são delicadas e remetem a história do momento (são várias histórias e você encontra uma fase diferente da lua).

Se existe morte em vida, não pode haver vida na morte?
A FML Pepper tem uma escrita bem intensa e detalhada, o que me ajudou muito na hora de imaginar o ambiente que o protagonista estava. Eu percebi que muitos leitores não sabiam se iam gostar ou não do livro, pois, vai falar de coisas antes de conhecermos a Nina e também trechos que relatam como estão Richard e Nina depois do final de Não Fuja!.

Fazia tempo que não lia uma obra da autora e depois de ler essa obra, pude relembrar todos os protagonistas e antagonistas. Como eu já disse, o livro é apenas um complemente da trilogia, e se eu contar mais vou acabar dando spoiler de cada história. 
A autora foi extremamente inteligente na construção do enredo, pois, não focou apenas em um personagem. Mas sim, em todos que marcaram na trilogia. Sem deixar de responder as perguntas que encontramos no ultimo livro.
Observo, emocionada, mas não mais perdida, o mapa que guiaria meus passos pelo resto da minha existência, a constelação de sardas lindas e inesquecíveis. Conheço todas elas de cor. Todas.
Espero que tenham gostado, e comentem aí em baixo se já leu algum livro da autora.

Beijoss, e até a próxima!

Amigos Para Vida, novo lançamento da Editora Valentina


Oi oi gente!!

Amigos para a vida é uma delicada história de amizade – e seu poder transformador – entre quatro adolescentes fora dos padrões dominantes, celebra o direito de ser diferente e é leitura obrigatória para todos que combatem o bullying. Um livro divertido, corajoso e genuinamente emocionante.

“Encantador, espirituoso e sábio. Uma ode às delícias de ser diferente.” The Guardian


Autor: Andrew Norris
Páginas: 208
Editora: Valentina
Onde encontrar: Saraiva | Amazon
Francis não tem amigos. Ele sofre bullying porque é diferente. Em casa, vive trancado no sótão, onde tem uma fabulosa coleção de bonecas vestidas com roupas que ele mesmo cria. Adora moda e pediu de aniversário uma máquina de costura. Um certo dia na escola, na hora do intervalo, Francis vai se sentar num banco, no lado mais afastado do pátio, porque prefere a solidão a ser zoado. Mas nesse dia, sentindo-se triste, ele vê alguém atravessar o gramado na sua direção. É uma menina de mais ou menos a sua idade, embora não a reconheça como aluna da escola. Ela se senta na outra ponta do banco, em silêncio. Francis fica curioso. E então lhe estende a sua caneca de chá. A menina olha para ele, surpresa e chocada. Afinal, ela é um fantasma, chama-se Jessica, e Francis é a primeira pessoa que consegue vê-la desde que ela morreu. Entre os dois surgirá uma amizade extraordinária e transformadora. Amigos para a vida é uma delicada história de amizade – e seu poder transformador – entre quatro adolescentes fora dos padrões dominantes, celebra o direito de ser diferente e é leitura obrigatória para todos que combatem o bullying. Um livro divertido, corajoso e genuinamente emocionante.

Sobre o Autor


Andrew Norriss lecionou Língua Inglesa por dez anos até se tornar redator de programas para televisão. Criou e foi corredator de várias séries de sucesso, inclusive adaptando livros de sua própria autoria. Hoje é escritor em tempo integral. Venceu o prestigioso Prêmio Whitbread (renomeado em 2006 para Costa Book Award) com Aquila, e agora, com Amigos para a vida, foi finalista. O Costa Book é um dos mais renomados prêmios literários do Reino Unido, famoso e relevante por premiar não só o talento literário, mas também uma leitura prazerosa. Vive em Hampshire, na Inglaterra. Saiba mais sobre esse extraordinário autor e sua obra em AndrewNorriss.co.uk.

Espero que tenham gostado do post, e comentem aí em baixo sobre a opinião de voces sobre o enredo do livro.

Beijoss, e até a próxima!

Book review: Redação para Concursos e Vestibulares (Passo a Passo)

Oi oi gente!!

Recentemente eu recebi dois livros da Editora Contexto, que tem livros voltados para a educação e escrita. Eu não sou muito de ler livros didáticos, ou livros interativos. Mas essa obra é diferente das outras. Pois, além de me ensinar como fazer uma redação perfeita, consigo encontrar a forma de melhorar minha escrita e ser mais direta no que quero dizer.

Autores: Célia Curto e Dad Squarisi
Ano: 2011
Editora: Editora Contexto
Páginas: 272
Onde encontrar: Site  | Saraiva  | Amazon
Escrever uma redação nota 10 dá trabalho. No vestibular, no concurso ou na prova de seleção, só passa quem apresenta texto conciso, objetivo e sedutor. E há mais um detalhe: o tempo é curto; a concorrência, grande; as vagas, poucas. Um bom texto não cai do céu ou salta do inferno. Requer técnica e esforço. Este livro lhe facilita a vida. Apresenta os passos a serem seguidos em 35 lições. No final da obra há exercícios respondidos e comentados que acompanham cada lição. O resultado compensa. Você surpreende o leitor com texto que é puro prazer. Conclusão: uma vaga na universidade é sua. No emprego também.
No livro encontramos dicas de gramatica e linguagem e como ser coesivo na hora de elaborar a sua opinião e sua citação.



Com uma diagramação simples e de fácil leitura, conseguimos terminar o livro em uma tarde. Os autores fizeram uma obra de fácil entendimento e até mesmo para quem estar no ensino médio, vai conseguir entender a linguagem dos autores.
Em cada inicio de lição encontramos uma citação, onde você pode usar na sua futura redação.

O livro tem uma parte de exercícios onde você pode citar o erro de cada questão, assim, você treinar e coloca em prática o que acabou de aprender nas lições anteriores.


Por ser um livro mais voltado para os estudos, eu acabei usando ele mais no meu dia a dia na hora de treinar a minha redação. 

Espero que tenham gostado, e mil desculpas pela simples resenha. Mas o livro é basicamente isto, ele é voltado para o ensino de sua escrita. E não vai nada mais além disso.

Beijoss, e até a próxima!

6 Livros para o dia das crianças

Foto: Tumblr

Oi oi gente!!


Estou um pouco atrasada com esse post, já que o dia das crianças é hoje e para não deixar o dia passar em branco. Vim indicar 5 livros que após ler algumas resenhas, percebi que é ótimo para você dar para alguma criança que conhecer.

Caso conheça algumas dessas obras que eu citei, ou queira me indicar mais algumas. Podem comentar aí em baixo, que eu vou adorar ler.


O Bosque Selvagem

UMA AVENTURA POR UM TERRITÓRIO MISTERIOSO E NUNCA ANTES DESBRAVADO A vida de Prue Mckeel é bem normal até seu irmãozinho ser sequestrado por um bando de corvos. Nos mapas de Portland, no Oregon, existe uma imensa área verde às margens da cidade conhecida como “F.I.”, ou “Floresta Impassável”. Ninguém nunca cruzou seus limites, ou pelo menos nunca voltou de lá para contar. É exatamente nesse lugar que os corvos pegam o irmão de Prue. E é onde começa a aventura que levará a menina e seu amigo, Curtis, até o coração da Floresta Impassável e seus perigos e maravilhas.

A Identidade Secreta dos Super-Heróis

A primeira aparição do Super-Homem em 1938 foi um momento sísmico na cultura pop mundial. Desde então, centenas de super-heróis foram criados, desconstruídos e reinventados para novas gerações de fãs de revistas em quadrinhos, especialmente os ícones da DC, Batman e Mulher-Maravilha, e os X-Men e Vingadores, do Universo Marvel.
Você sabia que o Capitão América surgiu socando Adolph Hitler em sua revista de estreia? Que vários elementos da mitologia do Super-Homem, como a kriptonita – seu ponto fraco – e o amigo Jimmy Olsen, vieram do seriado de rádio e só depois foram incorporados aos gibis? Que a famosa minissérie Guerras Secretas, da Marvel, foi criada por encomenda para lançar uma linha de brinquedos e que foi publicada no Brasil completamente adulterada e mutilada? Esses e outros segredos guardados a sete chaves pelos personagens das HQs estão em A Identidade Secreta dos Super-Heróis.
Nesta ampla e fascinante exploração do fenômeno dos heróis dos quadrinhos, Brian J. Robb mapeia a ascensão dos super-heróis americanos, do auge inicial na era da Grande Depressão em gibis descartáveis ao renascimento brilhante nos blockbusters mais populares do cinema do século XXI.

A Estranha Casa do Jabuti Cascudinho

Após se distanciar de seus pais e irmãos enquanto andavam pela floresta, o jabuti Cascudinho começa a ficar apavorado, ao sentir que estava perdido na escuridão da noite. Por sorte, Corisco, um tatuzinho bondoso que morava em uma toca ali perto, percebendo sua aflição, não pensa duas vezes e decide ajudá-lo. Assim começa entre eles uma verdadeira e eterna amizade. E surpreendendo até a si mesmo, o pequeno jabuti resolve atender ao pedido do novo amigo que queria muito conhecer sua casa.
A estranha casa do jabuti Cascudinho é uma bonita fábula que procura enaltecer a importância da família e, acima de tudo, da verdadeira amizade.

Serafina e a Capa Preta

Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente.
Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças...
A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.

Ninguém Vira Adulto De Verdade

As tirinhas certeiras de Sarah Andersen, que já contam com mais de 1 milhão de fãs no Facebook, registram lindos fins de semana passados de pernas pro ar na internet, a agonia de andar de mãos dadas com alguém de quem estamos a fim (e se os dedos ficarem suados?!), a longa espera diária para chegar em casa e vestir o pijama, e a eterna dúvida de quando, exatamente, a vida adulta começa. Em outras palavras, este livro é sobre as estranhezas e peculiaridades de ser um jovem adulto na vida moderna. A sinceridade com que Sarah Andersen lida com temas como autoestima, timidez, relacionamentos e a frequência com que lavamos o sutiã torna impossível não se identificar com esses quadrinhos hilários e carismáticos.

Os Impostores - A Garota do Cemitério

Ela adotou o nome Calexa Rose Dunhill, inspirada numa lápide do sombrio ambiente em que acordou, ferida e apavorada, sem qualquer lembrança de sua identidade, de quem a jogou lá para morrer ou mesmo do porquê.
Fez do cemitério o seu lar, vivendo escondida numa cripta. Mas Calexa não pode se esconder dos mortos – e, quando descobre que possui a estranha capacidade de ver as almas se desprenderem de seus corpos...
Então, certa noite, Calexa presencia um grupo de jovens praticando uma sinistra magia. Horrorizada, testemunha o ato insano que eles cometem. Quando o espírito da vítima abandona o corpo, ele entra em Calexa, atormentando sua mente com visões e lembranças que parecem não ser dela.
Agora, Calexa deve tomar uma decisão: continuar escondida para se proteger – afinal, alguém acredita que ela está morta – ou sair das sombras para trazer justiça ao angustiado espírito que foi até ela em busca de ajuda?

Espero que tenham gostado do post, e caso já tenha comprado algo para o seu sobrinho, primo ou irmão. Me conta aqui nos comentários, que eu vou gostar de saber o que foi.

Beijoss, e até a próxima!!! 

Quotes: É Assim que Acaba, da Colleen Hoover


Oi oi gente!!

Esse livro foi um dos livros que eu li e pretendo não resenhar. Além de ainda estar abalada com a história, eu acabei de entrar em uma ressaca literária. Então, se quiserem a resenha desse livro. É só comentarem...
Acho que esse é um dos maiores sinais de que a pessoa está amadurecendo: saber admirar coisas que importam para os outros, mesmo que elas não signifiquem muito para você.

Autora: Colleen Hoover
Páginas: 368
Editora: Record
Ano: 2017
Onde encontrar: Skoob  |  Amazon
Um romance sobre a força necessária para fazer as escolhas corretas nas situações mais difíceis. Da autora das séries Slammed e Hopeless Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. Com um livro ousado e extremamente pessoal, Colleen Hoover conta uma história arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. Uma narrativa inesquecível sobre um amor que custa caro demais.

Acho que já esperamos demais.
Acredito que exista um homem perfeito para mim. E vivo me decepcionando, porque ninguém corresponde a meus padrões.
Às vezes choro quando fico zangada.
Eu queria que suprimir meus sentimentos pela pessoa que me machucou fosse tão fácil quanto eu julgava ser. Impedir o coração de perdoar uma pessoa que você ama é, na verdade, muito mais difícil que simplesmente perdoá-la
Às vezes você faz coisas que sabe que são erradas, mas que, de alguma maneira, também são certas? Não sei como explicar de forma mais simples.
Às vezes, as coisas mais importantes na vida de uma pessoa são as que mais a magoam. E, para superar essa mágoa, precisa cortar todas as extensões que a prendem a essa dor.

Às vezes, até mulheres adultas precisam do consolo da mãe, só para deixar um pouco de lado a obrigação de ser forte o tempo inteiro.
Não paramos de amar uma pessoa só porque ela nos magoou. Não são suas ações que magoam mais. É o amor. Se não houvesse amor ligado à ação, a dor seria um pouco mais difícil de suportar
Às vezes, minha vida me faz sentir como se tivesse perdido a capacidade de rir.

Desde que nascemos, dependemos do amor de nossos pais para continuarmos vivos.

E às vezes eu simplesmente preciso dizer para ele calar a boca e parar de sorrir, de me beijar ou de falar só para que eu possa ficar olhando para ele.”
É difícil descrever o que estou sentindo por ele.

Ele sabe exatamente onde me tocar e como me beijar.

Um livro com tantos detalhes sobre - amor, reconciliação e perdas, que você não sabe se chora (emoção) ou fica apenas olhando para a parede pensando na sua vida.
Eu terminei mais um livro da CoHo e como sempre fico imaginando como vou viver minha vida depois dessa.

Eu recomendo esse livro para quem é fã da autora, e já conhece a sua escrita. Pois, vamos encontrar mais uma história destruidora digna de Oscar.

Beijoss, e até a próxima!

O que Fazer e Não Fazer, em uma apresentação

Foto: Tumblr

Oi oi gente!!

O post de hoje é para quem está na escola ou faculdade, e precisa de umas dicas de como fazer uma boa apresentação. Essa dica eu encontrei no Elle Learns (lá no Tumblr) e achei tão legal e simples, a forma omo ela explica que acabei trazendo pra cá.

NÃO: Tenha uma abertura ruim. Não comece com: "Olá, meu nome é [NOME] e vou discutir [TEMA]". Sua abertura deve ter uma estrutura semelhante a uma introdução em um artigo. O que significa que você deve ter contexto, uma mensagem principal e uma prévia. Sua abertura é a primeira parte da sua apresentação, por isso, prenda a atenção do público desde o início.

FAZER: Prepare-se antecipadamente. Permita-se tempo suficiente para preparar suas apresentações, assim como seus recursos visuais. Por favor, não tente fazer apresentações em dois dias ou improvisar. Seu professor pode dizer a diferença entre uma apresentação bem pensada e algo que você misturou no último minuto.

NÃO: Coloque muita informação nos seus slides. Seus colegas de turma acabarão lendo os slides em vez de realmente ouvir e seu professor não ficará impressionado. Opte por uma pequena quantidade de informação usando uma estrutura de ponto de bala.

FAZER: Seja lógico. Sua apresentação deve ter um início, meio e fim claros. Evite ter tópicos por todo o lado.

NÃO: leia sua apresentação. De acordo com uma pesquisa da AMA, esse é o mais irritante hábito de apresentação e eu entendo o porquê. Você parece não profissional e o público não tem motivos para continuar ouvindo, porque eles podem ler o slide. Para evitar isso, como mencionei no segundo ponto, mantenha seus slides mínimos. Você também deve ter flashcards ou anotações do orador, mas eles não devem estar sobrecarregados com informações ou você os lerá.

FAZER: Seja criativo. Ninguém gosta de uma apresentação chata, então não tenha medo de adicionar um pouco de talento à sua apresentação. Um pouco de criatividade tornará sua apresentação mais agradável e, se for agradável, seu público entenderá melhor a mensagem de sua apresentação.

NÃO: Faça escolhas terríveis de fontes. Você deve usar um tipo de letra limpo. Ao contrário da crença popular, as fontes serif são tão boas quanto as fontes sem serifa em termos de legibilidade. Apenas certifique-se que a fonte que você usa é fácil de ler, até mesmo seus cabeçalhos. Você também quer que seus tamanhos de fonte sejam grandes o suficiente. Portanto, evite textos menores que 18px.

FAZER: Esteja atento à sua linguagem corporal. Evite cruzar os braços, mexendo-se e colocando as mãos nos bolsos. Faça contato visual com o público em vez de constantemente olhando para a tela e apenas relaxe. Seu público pode perceber se você está nervoso. Não existe uma cura para o nervosismo para aqueles que têm problemas em falar em público. Apenas pratique muito. Se você conhece muito bem sua apresentação, fica mais confiante em apresentá-la.

NÃO: Tenha pouca energia. Mesmo se você estiver apresentando sobre um tópico que não lhe interessa, é melhor você falar como se fosse sua paixão. Demonstrar entusiasmo e interesse ativo tornará sua apresentação muito melhor. Se você fala com uma voz monótona e tem uma expressão facial sem graça, sua nota será prejudicada.

FAZER: Termine com um estrondo. Resuma resumidamente sua apresentação, redigite sua mensagem e termine de uma forma que faça com que seu público reflita e pense sobre o seu tópico. Esta é a hora de ser elegante e fazer uma impressão final duradoura.

Então é isso gente, espero que tenham gostado das dicas. E se quiser mais post sobre Aleatoriedades e Dicas, é só comentar.

Beijoss, e até a próxima!

Tudo sobre: Eu Perdi o Rumo, da Gayle Forman

Oi oi gente!!

O novo lançamento da editora arqueiro é Eu Perdi O Rumo, da autora Gayle Forman. A mesma autora de Seu eu ficar e Eu estive aqui. Eu Perdi o Rumo marca a volta de Gayle aos livros jovens, que a consagraram internacionalmente, e traz a prosa elegante que seus fãs conhecem e amam.
Os três podem ser perfeitos desconhecidos, com vidas diferentes e problemas diferentes, mas ali, naquele consultório, estão medindo a tristeza da mesma forma. Estão medindo em perdas.

Titulo original: I Have Lost My Way
Autora: Gayle Forman 
Ano: 2018
Páginas: 272
Onde encontrar: Skoob
Freya perdeu a voz no meio das gravações de seu álbum de estreia. Harun planeja fugir de casa para encontrar o garoto que ama. Nathaniel acaba de chegar a Nova York com uma mochila, um plano elaborado em meio ao desespero e nada a perder.
Os três se esbarram por acaso no Central Park e, ao longo de um único dia, lentamente revelam trechos do passado que não conseguiram enfrentar sozinhos. Juntos, eles começam a entender que a saída do lugar triste e escuro em que se acham pode estar no gesto de ajudar o próximo a descobrir o próprio caminho.
Contado a partir de três perspectivas diferentes, o romance inédito de Gayle Forman aborda o poder da amizade e a audácia de ser fiel a si mesmo. 

Resenha: 

Freya está chegando ao auge de sua carreira como cantora. Ela começou cantando com sua irmã em videos que postava no Youtube, mas apenas ela continuou cantando com o passar do tempo. Quando estava prestes a gravar o seu primeiro álbum para uma gravadora de sucesso, Freya perde a voz. E tudo indica que é por tempo indeterminado.

Harun é um jovem muçulmano, que vive om suas tradições e costumes mesmo morando em Nova York. O que nosso protagonista não esperava era se apaixonar por um homem. Agora, ele terá que ir contra seus costumes e família, para ir atrás do seu grande amor.

Nathaniel é um jovem misterioso que acabou de desembarcar em Nova York com uma mochila, um plano mais ou menos elaborado e agora, não tem mais nada o que perder.
Quando criança ele foi deixado pela mãe, e acabou sendo criado pelo pai. Com o passar dos anos, ele acabou criando uma relação turbulenta com o pai. Mas, agora que chegou em Nova York o que ele vai fazer?

Quando os três se esbarram no Central Park, tudo acaba mudando e eles percebem que cada um tem algo em comum — Perdas.

Eu Perdi o Rumo é um romance para ser degustado com calma.A autora foi extremamente inteligente na construção do enredo, pois ao focar nos personagens principais e seus dramas pessoais. Vamos acompanha temas importantes como vida profissional, primeiro amor, conflitos familiares e principalmente como uma base familiar bem construída faz diferença para uma vida. Esse romance se desenrola em 272 páginas, o que pra mim foi pouco. Já que no final eu senti falta de alguns detalhes nas histórias de Freya, Harun e Nathaniel.

O livro é narrado em primeira e terceira pessoa, o que me ajudou bastante na hora de entender o ponto de vista dos personagens e ver como era o cenário onde estavam. Esse foi o meu primeiro contato com a autora, e eu achei incrível a forma como ela consegue envolver o leitor em três histórias diferentes e logo depois ligar seus dramas em apenas um enredo.

Super recomendo o livro para quem quer ler algo após uma ressaca, e ainda por cima refletir sobre as escolhas que fez na vida.

Quotes:

 É ele quem faz tudo desmoronar, faz as pessoas desaparecerem, uma após a outra. Quem transforma tudo em cinzas. Não admira que todo mundo fuja dele.

Pode soar como um fardo, mas na verdade é o oposto. Portar a perda de alguém é ser o guardião de seu amor. Compartilhar a própria perda com alguém é uma forma de dar o próprio amor.
Os segredos entalham fissuras, que se tornam valas, que se transformam em canais, que viram rachaduras, e de repente você está só, sobre um bloco de gelo, separado de todas as pessoas que ama.Já faz muito tempo que ele se sente só.

O que esperar de Eu Perdi o Rumo?

Autora:

Gayle Forman começou sua carreira entre as letras como jornalista, mas, aos 34 anos, ingressou no mundo dos livros. É autora dos best-sellers Se eu ficar e Para onde ela foi, além de outras obras de sucesso. Eu estive aqui já teve os direitos negociados para o cinema.Atualmente, Gayle mora no Brooklyn com o marido e as filhas.

Então é isso gente, espero que tenham gostado do post. E se já leram o livro, comentem aí em baixo.

Beijoss, e até a próxima!


O cheiro de livros me dá as boas-vindas imediatamente e eu me sinto em casa. Pode me chamar de Alice, tenho 22 anos (com carinha de 15). sou uma estudante de publicidade eclética e hiperativa de 6h às 18h. Aqui você vai encontrar de tudo um pouco.

Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.