Resenha: Tudo e Todas as Coisas da Nicola Yoon


Oi oi gente,

O livro da Nicola Yoon foi lançado em 2016 pela editora Nova Conceito. Com apenas 300 páginas a autora vai nos apresentar o mundo de Madeline uma adolescente com IDCG. Uma doença muito rara e pouco conhecida. Madeline não tem amigos, apenas sua mãe e a Carla sua própria enfermeira. 

A autora recentemente lançou O Sol Também é Uma Estrela que foi publicado aqui no Brasil, pela editora Arqueiro. E que logo terá resenha...

Antes de começar a resenha, quero avisar que não contem toda a história. Pois se trata de um livro curto, e não quero tirar a alegria de vocês dando SPOILER.

Título: Tudo e todas as coisas
Autora: Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
Ano: 2016
Páginas: 300
Skoob

 Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.

Em Tudo e Todas as Coisas, vamos conhecer Madeline. Uma garota de 18 anos que tem IDCG. Para muitos que ainda não conhecem ou nunca ouviram falar, ela tem a "doença da criança na bolha". Ela tem uma imunidade muito baixa, e isso causa doenças ou crises no seu corpo, caso ela saia. Ou seja, ela é alérgica ao mundo...

Ela não nasceu com isso. Quando ela era bebê começou a ter algumas febres e ficar internada, tudo isso quando ela tinha apenas 4 meses de vida. Pior foi que,  logo foi se agravando ainda mais.

Madeline vive dentro de uma casa toda equipada com ar purificador e janelas de vidro que não tem brechas para o ar de fora não entrar. Tudo isso foi pago com o dinheiro que sua mãe ganhou da indenização do acidente de carro que o Pai e o Irmão dela sofreram (sim, eles morreram). 

Maddy (apelido dado por Oliver), é uma garota inteligente que adora ler e escrever para o seu blog na internet. Bom, seu mundo resumi a basicamente isso; viver com a mãe, ler e fazer exames diários...
Fonte: Link

Oliver
(ou como é conhecido Olly) é um garoto lindo, de olhos azuis que veste apenas preto e fica escalando paredes. Ele acabou de se mudar para a casa ao lado de Maddy. Olly não tem um relacionamento muito bom com o Pai, que vez ou outra está brigando com ele ou com a Mãe.

Através de conversas pelo e-mail e celular, eles acabam se conhecendo. Olly fica encantado com Maddy, e depois de um tempo eles acabam ficando juntos no mesmo ambiente. A Carla sua enfermeira, ajuda os dois a se conhecerem. Mas nada de tocar ou nem mesmo chegar perto um do outro. Eles tinham que ficar longe e apenas conversarem... isso acabou fazendo com que eles se apaixonassem. 

Mas tudo muda quando a mãe de Maddy descobre e a proibi de ver ele. É aí que ela decidi fugir de casa... ela decidi conhecer o mundo.
Fonte: Site

O livro aparenta ser grande com 300 páginas, mas ele é bem curtinho contando com as ilustrações. Ele tem capítulos curtos e alguns são apenas para as ilustrações. Todo o livro é narrado em primeira pessoa, e conta com poucos personagens secundários na história. 

Os personagens secundários foram muito bem inseridos na história. Temos: a Kara, que é irmã do Oliver; a Mãe da Maddy que tem um papel essencial antes, durante e depois de tudo; e a Carla, enfermeira particular da Maddy, e também sua melhor amiga. Vamos encontrar os pais do Olly, mas ele aparecem muito pouco, e é apenas nas partes das brigas.

O livro tem uma escrita leve e tocante. A autora fez uma personagem que mesmo doente não deixou de ser feliz ou de viver. O que eu mais amei no livro foi os assuntos abordados na história, como cigarro, sexo, amizade entre outros assuntos muitos importantes que encontramos no nosso dia a dia. Apesar de ser um livro do gênero juvenil, esse livro deveria ser tido por todas as pessoas.

Eu não consegui largar esse livro! Não tem como não terminar de ler sem estar apaixonada pelo Olly e pela Maddy

O livro vai ter (ou já teve, dependendo da data que está lendo) uma adaptação para os cinemas. Pelo meu ver, até o momento está bem fiel ao livro. Achei que fizeram as escolhas certas chamando Nick Robinson para interpretar Olly e Amandla Stenberg para interpretar Madeline. A direção do filme é de Stella Maghie, com roteiro de J. Mills Godloe. O filme estreia no dia 19 de maio.

O livro é bem fofinho, e tem uma leitura muito fluida. Dá para você ler em uma semana se não menos. O filme vai ser um arraso e espero que assistam.

Espero que tenham gostado da resenha. Eu queria agradecer ao Gui do Estante do Lima e as Meninas Nat, Fran e tantas outras que quiseram ler em conjunto..

Tag: Red Hot chili peppers book


Oi oi gente,
hoje eu vou responder a teag que vi no canal da Mel. A tag se chama Red Hot chili peppers book (Tag) ela foi criada pela própria Melina Souza. E espero que gostem. Pois eu fiquei totalmente encantada com as categorias.


• CATEGORIAS •

1. Around the world: um livro para cada continente/um autor de cada continente

Para todos os garotos que já amei da Jenny Han, sem dúvidas. Terminei o segundo livro recentemente e super recomendo vocês lerem. É uma leitura bem envolvente e FOFA ♥ 

2. Parallel Universe: um livro com universo paralelo ou que te levou para outro universo

The Kiss of Deception da Mary E. Pearson, foi um livro que me fez respirar novos ares. Com uma escrita bem histórica, a autora fez descrições que parecia que eu estava ao lado da Lia em certos momentos.

3. Scar Tissue: um livro que te marcou

Academia de Vampiros da Richelle Mead. Esse livro foi uma experiência incrivel, e não conheço uma pessoa que ainda não tenha ouvido falar nela.

4. Otherside: um livro que conta a história sob o ponto de vista de mais de um personagem

Ink-Me da Ivanka. Esse livro é narrado pelo ponto de vista de todos os personagens.

5. Get on top: um livro que você gostaria que fosse mais conhecido

Codinome Pandora da T.J.Diniz. Eu   A-M-E-I  o livro. Percebi que não tem muitas resenhas dele. Então pretendo postar a minha essa semana, para vocês conhecerem.

6. Californication: um livro que se passa na Califórnia

Nossa, não me lembro de um livro especifico... então vou deixar passar.

7. Easily: um livro fácil de ler/leitura envolvente

O ar que ele respira, foi uma leitura tão rápida e envolvente que terminei em dois dias. SSIIMM, dois dias.

8. Porcelain: um livro que trata de um assunto delicado
Recentemente eu fiz um post junto com a Moni e o Gui sobre livros que falavam sobre transtornos psicológicos. Esses livros tratam de assuntos delicados. Mas se for pra escolher, eu escolho A Procura de Audrey da Sophie Kinsella. 

9. Emit Remmus: um livro que se passe em Londres no Verão

A Probabilidade estatistica do amor a primeira vida da Jennifer E.Smith. Ele conta a história de uma jovem que está viajando para Londres, para o casamento do pai com a madrasta. O livro é tão fofo, que at´hoje eu olho pra ele e me lembro do Oliver ♥ 

10. I like dirt: um vilão que você gosta

Eu adoro o Klaus da série The Vampire Diaries. Sei que estou falando apenas de livros, mas sempre que falo em vilão favorito me lembro dele.

11. This velvet glove: um livro com a capa macia

Simplesmente o Paraíso da Julia Quinn. O livro tem uma macies tão boa, que dá vontade de fazer carinho (rsrsrs)

12. Savior: um livro que te salvou de uma ressaca literária
Codinome Pandora da T.J.Diniz. Eu fiquei com uma resseca terrível, sem ler a mais de três semanas, ai peguei o livro pra ler por causa do projeto Um New Adult por mês, ele não é um livro erótico, mas estava muito ansiosa pra ler, então coloquei ele nessa categoria.

13. Purple stain: um livro com a capa roxa ou algo roxo na capa

Felizes para Sempre da Nora Roberts tem uma lombada roxa. Não tenho tantos livros roxos...

14. Right on time: um livro que você estava/está ansioso para ter em mãos

Trilogia Não Pare da Fml Pepper. Eu comprei o box na promoção que teve na Saraiva, e minha amiga Leh me avisou que ele estava por R$ 30,00 ♥
Também comprei A Rainha Vermelha e Espada de Vidro da Victoria Aveyard.

15. Road trippin: um livro com uma road trip (viagem de carro)

Serve de ônibus? Vou citar Mosquitolândia, que foi um livro que comprei recentemente mas ainda não li. Mas já está na TBR e vou ver se leio ainda esse ano.

Espero que tenham gostado das minhas respostas. Faz tempo que não respondo uma tag, e tinha me esquecido dessa salva nos rascunhos.

Resenha: Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado, da Luiza Trigo e Klara Castanho

Oi gente,
Como vocês podem ver o livro é extremamente fofo. E para quem ainda não leu nada da autora Luly Trigo e quer conhecer. Recomendo que comece por esse livro. A Klara Castanho está mais que de Parabéns por começar no mundo da literatura agora, e arrasar com uma história maravilhosa como essa. Quero que peguem a pipoca ou se sentem, porque esse livro vai arrancar suspiros de vocês.

Autoras:  Luiza Trigo e Klara Castanho
Ano: 2017 
Páginas: 384
Editora: Arqueiro
Leia a um trecho Link
Um ano depois, inquieta e cheia de ideias, Klara pediu ajuda de Luiza com o conteúdo de um programa jovem de entrevistas que planejava fazer na internet, baseado no que via no dia a dia. Depois de trabalhar um pouco no que Klara havia escrito, Luiza sugeriu: “Que tal pegarmos esses textos e transformarmos em um livro?”. Klara adorou. Assim surgiu a história de Giovanna, uma garota que acaba de se mudar com a família para São Paulo e que, de quebra, precisa encarar os dilemas da adolescência. Obedecer sempre aos pais controladores ou se aventurar em busca de independência? Ignorar suas convicções para andar com o grupinho popular do colégio, ou isolar-se com a amiga tímida e solitária? Viver um grande amor e perder o amigo, ou contentar-se com a friendzone?O resultado disso tudo são situações e personagens coloridos e autênticos, já que suas dúvidas, erros e acertos foram inspirados nas vivências das próprias autoras. E isso mostra um pouco do motivo pelo qual elas compartilham a paixão pela leitura: com ficção podemos exprimir grandes verdades.


Giovanna (ou Nanna, como ela prefere ser chamada) saiu de Campinas com seus pais e foi para São Paulo. Os pais dela tem uma agência de modelos, e estavam expandido os negócios. Nanna desde de pequena pensava em se mudar, e respirar novos ares. Mas não desse jeito, tudo tão repentino...

Como toda garota da sua idade, ela estava no ensino médio. E tinha planos e imaginava como tudo seria, agora ela estava perdida e tudo era novo; Casa, Professores e Amigos (já que os seus amigos, eram os primos). 
No primeiro dia de aula, ela conseguiu ser amiga de uma menina chamada Giselle, uma garota tímida, inteligente, super meiga mas solitária.

Ela também conhece Miguel, lindo e descolado. Que faz parte do grupo mais descolado do colégio. Ela briga com Giselle, e passa a ser a nova amiga da menina mais descolado do colégio, que tenta colocá-la no seu grupo de amigos. Para se enturmar, ela passa a fazer coisas com os amigos, coisas que não fazia e antes. Como mentir e matar aula.. 

- Existem vários tons  entre o preto e o branco.Você precisa parar de achar que só existem essas duas cores.
Seus novos amigos, são muito diferentes dela. E ela sabe disso.
Quando chega em São Paulo os seus pais a presenteiam com uma cachorrinha. Já que ela tem uma paixão por essas fofuras de quatro patas. Em uma de suas caminhadas diárias com a sua nova mascote, ela conhece seu vizinho, Henrique. Todo o momento, Henrique é um fofo com ela. E acabam sendo melhores amigos, ela conta tudo pra ele e pede conselhos (e vice-versa)

Ela acaba se apaixonando por Henrique e fica atraída por Miguel. E fica totalmente dividida. Ela gostava da amizade da Giselle, mas queria ter uma vida igual dos descolados. Queria ter um pouco mais de liberdade, mas os seus pais são super protetores...


Aqui encontramos, além de um romance fofíssimo, reflexões sobre relações familiares e de amizade. Encontramos também personagens que não são perfeitos, que estão em fase de crescimento pessoal. Eles estão em constante processo de aprendizagem sobre como lidar com os enfrentamentos da vida e nos ensinam muito com isso.

A narrativa em primeira pessoa dá voz aos dois personagens de modo a nos aproximar dos seus anseios, medos, dúvidas e indagações. Certamente, a maioria dos leitores poderão se identificar com a protagonista ou personagens secundários, principalmente, em relação às suas angústias e decisões que são tomadas em determinada fase da juventude.


Antes de finalizar essa resenha, tenho que mencionar o quão bonita é a diagramação, a lombada é muito fofa sendo listrada, o efeito que dá é incrível, além disso me apaixonei pelos detalhes de início de capítulo e página, Playlist (em alguns capítulos) e das Mensagens trocadas que são colocadas em balões.

Amei a escrita de Luly e da Klara. É leve, cativante e você não consegue parar de ler. É o primeiro livro que leio da autora, e com certeza lerei mais! Vejo facilmente Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado se transformando em filme.
Recomendo todos lerem o livro. Mesmo sendo voltado para um público mais juvenil, não vejo problemas em indicar a todos. Espero que tenham gostado e comentem aí em baixo se gostaram ou não do livro.

Livros que retratam sobre doenças e transtornos psicológicos ¬


Oi oi gente,
recentemente eu estava lendo um livro que abordou sobre Ataque de Pânico. Então, chamei a Moni do Leitora Cretina e o Gui do Estante do Lima, para fazermos um post falando sobre livros que abordam sobre os Transtornos Psicológicos e as doenças como Esquizofrenia, Bipolaridade, Depressão, Insônia e Ataque de Panico. Sei que não é raro lermos livros com esses assuntos, mas também não é fácil para uma autor(a) inserir um assunto tão delicado como esse.

Vou citar 5 livros que falam sobre algumas doenças citadas. Eu super indico vocês lerem esses livros, que são ótimos. E os autores arrasaram na descrição e criação dos personagens.

¬ Esquizofrenia é uma doença muito delicada. Pois uma autora relatar isso é muito delicado, a pessoa tem como se fosse alucinações. A esquizofrenia muitas vezes é comparada a Paranoia. A personagem do livro é esquizofrênica, e todo o livro o leitor se sente no livro, pois o cenário é descrito por ela...


A Menina Submersa: Memórias da Caitlín R.Kiernan

A Menina Submersa é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do 'real' sobre o 'verdadeiro' e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. 






¬ Depressão é uma das doenças mais difíceis de se falar. Por que a pessoa fica com anorexia, fobia social ou Insônia. Escolhi a Violet, porque ela perdeu a irmã gemea, e por causa disso ela ficou com depressão e tentou tirar até a própria vida. No livro a autora também cria uma personagem com bulimia, transtorno alimentar grave marcado por compulsão, seguido de métodos para evitar o ganho de peso. São pessoas extremamente saudáveis, mas que se vêem gordas.


Por Lugares Incríveis
Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver. Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, a garota se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los. 'Me apaixonei por Violet e Finch antes mesmo de se apaixonarem um pelo outro. 

¬ Bipolaridade é na verdade duas consciências opostas lutando para ter o controle sobre um corpo. A autora Ivanka criou o personagem Derek com essas características. A vezes ele era "Hammer" e as vezes ele era Derek. Ela também fez a cara ter Ataques de Pânico. Isso mesmo, dois personagens com transtornos...

Ink-Me ¬ Paixão Marcada a Tinta da Ivanka Majewski

Cara Wilson é uma artista viciada em controle e coberta em dívidas, que vive de aluguel em um pulgueiro. Tem uma vida dura, um salário que mal paga a comida, e um passado cheio de complicações.
Após perder todas as oportunidades de emprego, Cara encontra a luz do fim do túnel no Ink Me, um estúdio de tatuagem no centro de Toronto, popular como seu dono frio, irônico e debochado, Derek Jones.

Vulgarmente conhecido como Hammer, Derek é o típico personagem durão e desprovido de sentimentos, orgulhoso e em uma luta eterna com seus fantasmas do passado, como um grande segredo sobre sua família, uma terrível lembrança de sua ex-namorada e um alter ego perigosíssimo.

Será que Cara e Derek, tão diferentes, se destruirão em orgulho e controle? Ou eles travarão uma luta muito maior do que o Ink Me? Uma leitura cheia de orgulho, desejo, traumas, poder e obsessão. Como uma tatuagem, Ink Me vai marcar você.

¬ Ataque de Pânico é um transtorno desenvolvido após algum acidente ou perda. É mais frequente você ver um personagem com Ataque de Pânico depois que ele perdeu um ente querido. Eu escolhi Tristan e Elizabeth, já que os dois quando chega a data que fazem lembrar do familiar falecido, tendem a ter ataques.

O Ar que Ele Respira da Brittainy C. Cherry

Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.

¬ Fobia social é uma pessoa que evita interações sociais ao máximo. São pessoas que ficam apavoradas com a ideia de ir a uma festa ou a qualquer outro evento social, pessoas que, de tanto medo que sentem, muitas vezes chegam ao ponto de evitar todo e qualquer tipo de contato social. A autora Sophie Kinsella, criou a personagem desse livro com Transtorno de ansiedade social. Ela passou a demonstrar as causas da doença, depois de sofre muito bullying no colégio que acabou tendo durante um grande período de tempo.


À Procura De Audrey da Sophie Kinsella

Audrey é uma adolescente comum, igualzinha a tantas. Com 14 anos, estuda, se apaixona, entra em conflito com os pais, sonha, confia nas amigas. Até que começa a ser vítima de bullying. No início, parecia apenas uma pequena implicância, mas a provocação vai aumentando. Logo, a menina não consegue mais frequentar o colégio, nem ao menos sair de casa. O diagnóstico? Transtorno de ansiedade social, transtorno de ansiedade generalizada e episódios depressivos. 

Com a ajuda da Dra. Sarah, Audrey começa um lento, mas decisivo, caminho rumo à recuperação. E quando conhece Linus, parceiro de games do irmão, ela sente uma ligação. Seu sorriso de gominho de laranja é encorajador, e eles podem conversar sobre tudo: ansiedades, sonhos, medos. Ainda que de forma não muito convencional no início. Mesmo com as ressalvas da médica, a amizade se aprofunda — em meio a visitas ao Starbucks e pequenos desafios. Em pouco tempo, evolui para um romance que vai afetar toda a família. Por fim a normalidade parece apenas a um passo de distância. À procura de Audrey é um romance inspirador sobre família, primeiro amor e depressão.

Gente, espero que tenham gostado do post. Sei que pareceu um pouco pesado abordar um assunto tão sério. Mas que são de extrema importância...

Comentem aí em baixo, se querem outro post relacionados a assuntos assim. 

Resenha: Simplesmente o Paraíso da Julia Quinn ~ Quarteto Smythe-Smith


Oi oi gente, 
hoje eu vou trazer a resenha do primeiro livro da quadrilogia Quarteto Smythe-Smith, publicado em Fevereiro pela editora Arqueiro. Essa foi a primeiras vez que vi uma série sendo publicada toda de uma vez. E para quem não sabe, essa foi a minha primeira experiência com a autora. 

Título Original: Just Like Heaven 
Autora: Julia Quinn
Série: Quarteto Smythe-Smith
Páginas: 272  
Editora: Arqueiro 
Ano: 2017   
Livro: Skoob

Sinopse: "Honoria Smythe-Smith sabe que, para ser uma violinista ruim, ainda precisa melhorar muito… Mesmo assim, nunca deixaria de se apresentar no concerto anual das Smythe-Smiths. Ela adora ensaiar com as três primas para manter essa tradição que já dura quase duas décadas entre as jovens solteiras da família. Além disso, de nada adiantaria se lamentar, então Honoria coloca um sorriso no rosto e se exibe no recital mais desafinado da Inglaterra, na esperança de que algum belo cavalheiro na plateia esteja em busca de uma esposa, não de uma musicista. 
Marcus Holroyd foi encarregado de uma missão…Porém não se sente tão confortável com a tarefa. Ao deixar o país, seu melhor amigo, Daniel, o fez prometer que vigiaria sua irmã Honoria, impedindo que a moça se casasse com pretendentes inadequados. O problema é que ninguém lhe parece bom o bastante para ela. Aos olhos de Marcus, um marido para Honoria precisaria conhecê-la bem (de preferência, desde a infância, como ele), saber do que ela gosta (doces de todo tipo) e o que a aflige (como a tristeza pelo exílio de Daniel, que ele também sente). Será que o homem ideal para Honoria é justamente o que sempre esteve ao seu lado afastando todo e qualquer pretendente?"
Simplesmente o Paraíso é o primeiro livro da série Quarteto Smythe-Smith, o terrivelmente famoso e adoravelmente desafinado grupo musical que conquistou os leitores antes mesmo que as cortinas se abrissem para ele...

Constituídos de quatro livros, a série vai contar a história de cada uma das primas. 
Com seu estilo inteligente e divertido, Julia Quinn enfim apresenta ao público o primeiro casal a Honoria e Marcus.
É uma tradição familiar dos Smythe-Smith sempre reunir quatro de suas belas jovens, já com idade de conhecer seus futuros pretendentes, para realizarem apresentações musicais anuais. Quando elas vão se casando, vão dando lugar para as outras ainda solteiras. 

Honoria Smythe-Smiths é uma jovem que não toca nada no violino. Mas sabe enrolar, com algumas notas. Ela é linda e está determinada a achar um marido. Mas isso está se parecendo mais difícil do que imaginava, já que eles estão se "afastando" dela.


"O recital anual da Smythe-Smiths nunca era um bom momento para conhecer um cavalheiro, a menos que ele fosse surdo."

O que Honoria não imaginava é que seu irmão Daniel antes de sair da Inglaterra, e ser exilado na Itália. Ficou muito preocupado com o desejo da irmã de se casar, e acabou pedindo ao seu melhor amigo de infância Marcus que cuida-se dela. Para que ela não caia nas graças de um libertino.

Marcus Holroyd, Lorde de Chatteries é um cara extremamente lindo e educado. Ele não teve uma família amável ou até mesmo carinhosa como a de Daniel (irmão de Honoria). Por isso quando criança ficou amigo de Daniel e logo foi considerado um membro da família Smythe-Smith. Ele cresceu junto com a nossa atual violinista Honoria, mas nunca se sentiu atraído por ela. Mas, depois ele acaba adoecendo e ela como sua amiga, acaba cuidando dele. Parece meio clichê, mas essa é a graça dos Romances de Época. 

A história é narrada sobre o ponto de vista de Honoria. A narrativa é leve e envolvente, e o mistério de tentar descobrir quando e como eles vão ficar juntos é o que me fez continuar lendo. A autora criou personagens engraçadíssimos, e totalmente diferentes uns dos outros. Tanto Honoria como suas primas, são péssimas tocando e isso deixa a leitura tão leve e engraçada que vocês tão tem ideia.

Um detalhe que poucos perceberam foi a lista que temos no final do livro. Com o nome de todas as moças da família Smythe-Smith que tocaram no Quarteto Smythe-Smith. 

Quanto a essa capa maravilhosa, essa textura e notas musicais, deram uma sintonia a leve e mais realidade a história. A diagramação está impecável e as folhas em papel amarelado tornam a leitura mais confortável. Livro mais do que recomendado!

E para quem ainda não leu nenhum livro da Julia Quinn, recomendo que comecem a ler. É um ótimo livro, para quem quer começar a ler Romances de Época. 


Quarteto Smythe-Smith:
Simplesmente o Paraíso - Você está nela
Uma Noite Como Esta - Não tem resenha ainda
A Soma de Todos os Beijos - Não tem resenha ainda
Os Mistérios de Sir Richard - Não tem resenha ainda

Onde comprar o Livro: Saraiva | Amazon | Submarino | Livraria Cultura | Lojas Americanas

Então é isso gente, espero que tenham gostado.
Beijos e até a próxima...

Um New Adult Por Mês: MARÇO

Oi oi gente, 
Quero saber como foi a leitura de vocês, com o tema do mês de Fevereiro. Para quem (ainda) não sabe, Eu a Mônica e o Guilherme do Estante do lima, criamos um projeto de leitura de New Adults todos mês. 
O mês de Janeiro foi escolhido o tema Romances de Época. No mês anterior (Fevereiro) escolhemos New Adults com festas. Sei que parece difícil, mas listamos bastante livros e séries que tem Festas ou Músicas no enredo. 

TEMA DO MÊS DE MARÇO:
No dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, então, leremos um NEW ADULT COM MULHER NA CAPA (apenas a mulher).
O dia 8 de março é o resultado de uma série de fatos, lutas e reivindicações das mulheres por melhores condições de trabalho e direitos sociais e políticos, que tiveram início na segunda metade do século XIX e se estenderam até as primeiras décadas do XX.                                                     - fonte

INDICAÇÃO DE LIVROS:
Vocês podem ler qualquer livro com o tema sugerido. Mas eu e a Monica fizemos essa lista para ajudar vocês, caso não tenham ideia de livro para ler. Se conhecerem algum livro que se encaixe, comentem no post. 

O projeto também pode te ajudar a dar continuidade naquela série abandonada. Se você estava lendo uma série, acabou abandonando e o próximo volume tem uma mulher na capa, aproveite para lê-lo.

•  "Um Caso Perdido", Colleen Hoover;
•  "In Flight", R. K. Lilley;
•  "A Bibliotecária", Logan Belle;
•  "Sempre Fui Sua", Penelope Douglas;
•  "Despedida de Solteira", Mila Wander;
•  "Entre o Agora e o Nunca", J. A. Redmerski;
•  "Paixão Sem Limites", Abbi Glines;
•  "Cicatrizes", K. A. Robinson;
•  "Stripped", Jasinda Wilder;
•  "Sr. Daniels", Brittainy C. Cherry;
•  "Nua", Raine Miller;
•  "Proibida", Velvet;


Continuações de séries:

•  "Cretina Irresistível", Christina Lauren (volume 1.5 série Irresistível);
•  "Paixão Irresistível", Christina Lauren (volume 2.5 série Irresistível);
• "Noiva Irresistível", Christina Lauren (volume 3.5 série Irresistível);
• "Sempre Irresistível", Christina Lauren (volume 3.6 série Irresistível);
 "Chefe Irresistível", Christina Lauren (volume 4.5 série Irresistível);

 "Ao Seu Encontro", Abbi Glines (volume 11 série Rosemary Beach);
 "Up In Flames", Abbi Glines (volume 13 série Rosemary Beach);

 "Ela Nunca Será Minha", Whitney G. (volume 2 trilogia Reasonable Doubt);

 "Bronagh", L. A. Casey (volume 1.5 série Irmãos Slater);
 "Keela", L. A. Casey (volume 2.5 série Irmãos Slater);
 "Aideen", L. A. Casey (volume 3.5 série Irmãos Slater);
• "Branna", L. A. Casey (volume 4.5 série Irmãos Slater).

DATA PARA TÉRMINO:
Podem ler no ritmo de vocês, sem pressão, ok? 
A ideia é que seja um projeto divertido e que estimule a leitura do gênero. 

FICHA DO MÊS:
Para todos os meses do projeto nós fizemos fichas de leitura. Caso tenham alguma dúvida de como responde-las, é só clicar aqui.


POSTE SUA FOTO NO INSTAGRAM ou FACEBOOK:
Poste uma foto do livro que está lendo no Instagram com a #NAPorMes que no final do mês eu e a Alice do blog Enjoy Books vamos compartilha-las em nosso blog.

VISITEM O BLOG DOS COLABORADORES:

Leitora Cretina | Estante do Lima 

Resenha: Tenebris (O fim é apenas o começo) da Erika Gomes


Autora: Erika Gomes  |  Ano: 2016 | Páginas: 211 |Editora: Amazon (independente)  | Formato: eBook


Lúcifer há muito não é “aquele que traz a aurora”, como seu nome sugere. Desde que liderou a rebelião contra seu Criador foi condenado a Sheol, o inferno, onde instaurou seu próprio reinado. Muitos o seguiram, porque acreditaram nele. Tornaram-se seus serviçais ou aliados.
No entanto, Lúcifer se sente sozinho e cansado de sua existência. Depois de trai-Lo, sente falta de Deus, da essência divina, de uma razão verdadeira para a sua vida. Seria possível, um dia, a Ele retornar?
Agora conhecido como Heylel, é na Terra que Lúcifer encontra alguém que mudaria seus sentimentos. Anna, uma bela mulher, ensinou-lhe o amor e presenteou-o com uma filha. Heylel amou ambas com todo o seu coração.
Mas nem sempre é possível viver o que se deseja. Heylel não é humano e sua essência desvirtuada já não é divina. Ele é o Senhor de Sheol e seus demônios não estão contentes com a passividade de seu líder. Uma guerra se aproxima e Heylel precisará envolver nela seu bem mais precioso: sua família. Carregado de tensão, incertezas, amores, bruxas, anjos e demônios, esse romance convida o leitor a pensar que nem sempre o que sabemos é verdadeiro. 

Tenebris vai nos apresentar Lauren. Ela é uma garota comum, como todas as outras; tem um amigo, uma mãe carinhosa, uma Pai (Pastor), estuda e vai a igreja (às vezes). O que tem de diferente em Lauren é o simples fato dela ser filha de Lúcifer.


— Lúcifer?!  — A menina à sua frente, que se dizia um ser da natureza, acabara de falar que Lauren, a estudante de 17 anos, sem graça e nunca notada por ninguém além de Gabriel, era filha de Lúcifer. Lauren quis rir ao pensar que Lúcifer era justamente o cara que o pai dela, o Pastor Robert, odiava! O cara que ela cresceu sabendo ter traído Deus e sido expulso do paraíso, a quem era dirigido toda a culpa pelas desgraças do mundo inteiro. Ela, filha dele? Filha do demônio?

Depois de descobrir tudo, Lauren (Naiara) acaba chamando o seu pai Heylel (Lúcifer) para que ele mesmo explique tudo para ela. Heylel por sua vez, disse que ela teria que aprender a viver em Sheol (Inferno) para que ela aprendesse a usar seus "poderes" para enfrentar a guerra que estava por vir e salvar Gabriel. Falando em Gabriel, ele acabou sendo sequestrado por outro demônio, e está sendo usado como se fosse isca, para atrair Heylel e Naiara. 


— Meu nome é Lauren. 
— Não, esse foi o nome adotado pelo mortal que a criou, mas você se chama Naiara, Aquela que Comanda (...) porque você comandará a mudança que está por vir.

Assim, que chegou em Sheol, Naiara conhece Yekun. Um jovem (Demônio) lindo, mal educado e cheio de marra, que acabou roubando um pouco a atenção dela. Mas como estou falando de Tenebris, o "romance" não parou por aqui...

Durante a leitura aparece outro jovem (Demônio) com poderes, lindo e educado, chamado Agares. Ela por sua vez ficou dividida entre seus dois "amores" Agares e Yekun. Já Gabriel (meu shipp preferido), foi intitulado de AMIGO, logo de cara pela moça. Foi de cortar o coração

O livro vai ter mais detalhes sobre a guerra que está por vir, e sobre o paradeiro de Gabriel. Vamos acompanhar também a evolução e a luta de Naiara pela saudade que sente da mãe. Já que ela abriu mão de sua família para aprender tudo sobre Sheol e seu Pai, acabou sofrendo muito por se afastar da mãe. Ela tem uma evolução muito grande durante a leitura, e isso foi incrível, pois, em alguns momentos ela era uma mimada e em outros era uma Guerreira.

A escrita da autora é bem intensa. Como vocês podem ver à sinopse é bem complexa, e fiquei com medo de falar demais sobre a história e acabar dando spoiler. 
A narrativa é feita em terceira pessoa. O que ajudou na criação dos personagens no início. Alguns personagens conseguem ler mentes, e foi engraçado porque enquanto eu lia, a criatura logo em seguida comentava o pensamento da personagem (risos).

A leitura é bem fluida e envolvente, em diversas vezes eu fiquei chocada com algumas revelações e acontecimentos. Não vou mentir que a autora me fez refletir sobre TUDO. Eu pensei em como as pessoas tem mania de culpa o Demo (Lúcifer)  por tudo que fazem... esse livro realmente entrou na lista dos melhores do ano.

Meu conselho para quem deseja iniciar a leitura, é tentar manter a mente neutra e aberta, pois vai ler sobre um mundo um pouco diferente, por se tratar de anjos e demônios, o livro ainda faz uma crítica ao futuro da humanidade (Ao Apocalipse).
Não podia deixar de finalizar essa resenha, sem mencionar o quão bonita é a capa, e as frases no inicio de cada capitulo o efeito que deu na leitura não fez diferença, mas foi incrível.

Recomendo a leitura para quem adora um Romance, Ação e Anjos/Demônios. 


O cheiro de livros me dá as boas-vindas imediatamente e eu me sinto em casa. Pode me chamar de Alice, tenho 22 anos (com carinha de 15). sou uma estudante de publicidade eclética e hiperativa de 6h às 18h. Aqui você vai encontrar de tudo um pouco.

Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.